Educar é preciso – Blog

Archive for maio 2009

sdc10162 cópia

Varal de Leitura

 

 

 

 

 

 

Precisamos reconhecer a importância da literatura infantil e incentivar a formação do hábito de leitura na idade em que todos os hábitos se formam, isto é, na infância. A contribuição da literatura infantil no desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança é o que o VARAL DE LEITURA vem propor. Neste sentido, o hábito de leitura desde a  infância é um caminho que leva a criança a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa, proporcionamos conceitos de linguagem e leitura, enfocamos a importância de ouvir histórias e do contato da criança desde cedo com o livro.  Ao longo dos anos, a educação preocupa-se em contribuir para a formação de um indivíduo crítico, responsável e atuante na sociedade. Isso porque se vive em uma sociedade onde as trocas sociais acontecem rapidamente, seja através da leitura, da escrita, da linguagem oral ou visual.

As leituras são escolhidas de acordo com a faixa etária de cada Grupo. Trabalhamos também com vários tipos de textos como jornais, Listas, revistas, literatura infantil, poemas, parlendas, trava-língua e etc.

Anúncios

curso

O Centro de Contação de Histórias, uma iniciativa do Viva São Paulo, é um espaço criado para fomentar pesquisa, estudos e realizar cursos de difusão cultural que contribuam para a sustentabilidade da entidade, difundindo a arte de contar histórias. A programação envolve aulas sobre arte, teatro e música e aperfeiçoamento da arte de contar histórias, temas ligados à atividade do Viva.

PROJETO  SUPERMERCADO

Turma: G2

Professoras: Gislaine Marques e Paula  Saroli

Desde pequenas, as crianças costumam acompanhar os pais em situações como a ida ao banco, a padaria e ao supermercado. Apenas por presenciar tais situações a maioria delas entende, naturalmente, o mecanismo de troca de mercadorias por dinheiro. Contudo, não é com facilidade que elas entendem que nem sempre é necessário comprar o produto, muitas crianças acreditam que o papai e a mamãe podem comprar tudo o que querem por terem cheques ou cartões de crédito.
Simular situações práticas na escola, como a montagem de um supermercado, disperta interesse e satisfação, uma vez que o sonho de toda criança é encher um carrinho de compras cheio de guloseimas.
No mês de maio, a turma do G2 manhã  e tarde  vivenciou essa prática, foi montado em um canto da sala, um mini supermercado com as próprias embalagens de lanche das crianças. No momento da compra a criança ganhava um dinheiro e seguia as compras, após realizar as compras, a criança dirigia-se ao caixa para pagar.
Essa atividade foi rica e motivadora, dispertou o interesse de todos os alunos da Agnus Dei, cada dia uma sala foi convidada para fazer interclasses e vivenciar esse momento tão construtivo no processo de aprendizagem da criança.

 

SDC10036

 PROJETO HORTATurmas: G2

 

Professoras: Gislaine Marques  e Paula  Saroli

Objetivo

O “Projeto Horta” tem como objetivo sensibilizar e conscientizar  as crianças de forma lúdica, que a vida depende do ambiente e o ambiente depende de cada cidadão desse planeta.

 Estratégia

 Antes de plantar, as crianças mexeram muito na terra, acharam minhocas e outros bichinhos, olharam com lupas e depois de terem explorado bastante, plantaram tomate cereja. Dia-a-dia acompanharam o desenvolvimento das mudinhas, limparam a terra e regaram.
Todas as etapas do processo de desenvolvimento desse trabalho, foram registradas e fotografadas, tendo também como produto final um Portfólio. 

Painel: Projeto Horta

Painel: Projeto Horta

G2 Manhã - Registro Horta

G2 Manhã - Registro Horta

G2 Tarde - Registro Horta

G2 Tarde - Registro Horta

Minhocas feitas pelo G2 usando sucata

Minhocas feitas pelo G2 usando sucata

Música O TOMATINHO

Música O TOMATINHO

Registro da música O TOMATINHO

Registro da música O TOMATINHO

SDC10003

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Finalidade: Reconhecer as vogais e as famílias silábicas

Faixa etária: 3 anos e meio a 5 anos e meio.

Material: 1 Caixa de pizza, a roleta deverá ser dividida em 5 ou 6  partes caso a opção seja por uma roleta de 6 partes, 1 entre as 6  partes da roleta deverá conter a frase “fique uma rodada sem jogar“, figuras iniciadas por vogais e as vogais escritas nas formas bastão e cursiva, figuras iniciadas pela família silábica trabalhada e figuras das famílias silábicas, também escritas nas formas cursiva e bastão, maiúsculas e minúsculas.

Números de participantes: 4 a 6 jogadores.

REGRAS DO JOGO:

  • Cada jogador na sua vez, deverá girar o ponteiro;
  • Quando o mesmo parar, o jogador deverá dizer em que sílaba/vogal o ponteiro parou;
  • Em uma tabela contendo o nome dos jogadores, cada um deverá anotar a sílaba/vogal em que o ponteiro parou;
  • Caso o ponteiro venha parar na frase “fique uma rodada sem jogar”, o jogador retornará ao jogo na próxima rodada.
  • Vence o jogador que primeiro completar as 5 vogais ou toda a família silábica trabalhada;

PROJETO DO FUNDO DO MAR:

Turmas: G3

Professoras: Carina Calandrelli , Maria Mendes e Paula  Saroli

JUSTIFICATIVA:

Estamos trabalhando este projeto devido à possibilidade de exploração que o tema oferece no estudo do Conhecimento da Natureza e Sociedade. Proporcionando um estudo de observação e análise das características dos Animais do Fundo do mar, estimulando assim a curiosidade e a pesquisa.

As crianças chegam das férias normalmente contando que foram para as praias. Falam do que viram, trazem fotos, conchinhas, mas também muitas perguntas. A concha estava sem bichinhos dentro, o que aconteceu com ela? Ninguém viu um tubarão, onde ele estava? Por que o siri belisca o pé? Por que a água-viva queima, como ela faz isso? No projeto Fundo do Mar a finalidade é de proporcionar condições que favoreçam estas descobertas, como também planejar cautelosamente as intervenções e as etapas desafiadoras. O tema “Fundo do Mar” é pertinente ao mundo natural em que a criança tem contato manifestando assim curiosidade e interesse. Os professores trabalham com diferentes tipos de materiais, como filmes, livros, enciclopédias, reportagens, textos informativos, espécies naturais e outras fontes de pesquisa. Pretende-se que as crianças possam ampliar seu universo a respeito deste assunto, entendendo como vivem as diferentes espécies, suas características e necessidades além dos cuidados necessários com a preservação ambiental.

OBJETIVO GERAL:

Ampliar o conhecimento dos alunos despertando a curiosidade e a reflexão em busca do conhecimento científico através da vivência.

OBJETIVO:

– Fazer com que as crianças identifiquem os animais existentes no fundo do mar.

– Conscientizar os alunos sobre os cuidados que devemos ter com o meio ambiente. Aprender a respeitar o meio ambiente.

– Pesquisar, investigar, discutir hipóteses.

– Desenvolver os cuidados que devemos ter para cuidar de um peixe, alimentar, limpar o aquário.

CONTEÚDOS:

Participação em atividades que envolvam histórias, brincadeiras, jogos e canções que digam respeito ao tema trabalhado.

-Contato com pequenos animais do fundo do mar.

-Grau de significado para a criança.

-Possibilidade de ampliação do repertório de conhecimentos a respeito do mundo social e natural.

EIXOS TEMÁTICOS:

Linguagem oral e escrita:

-Nomear diferentes tipos de Animais Marinhos;

-Exploração Oral sobre o mar: o que eles conhecem sobre o mar, quem já foi à praia, quais os animais existem no fundo do mar, etc.

– Listar os animais do fundo do Mar;

-Conversas informais sobre cada animal;

-Produção de história com fantoches e brinquedos de cada animal;

-Pesquisas em revistas.

-Nomear cenas de livros, contando a história do animal estudado;

-Construir pequenos textos coletivos;

-Recitar pequenos versos relacionados ao animal estudado;

-Cantar músicas do tema;

-Histórias sobre os Animais do Fundo do Mar de jardim.

Matemática:

– Brincadeiras e confecção de jogos:

– Jogo da memória dos Animais Marinhos.

– Pescaria.

– Polvo (Quantos tentáculos têm o polvo?);

– Tubarão (Circuito do tubarão com as formas geométricas).

– Nomear as cores de cada bichinho;

– Observar e comparar os tamanhos;

Descobertas sociocientíficas:

– Assistir filmes educativos que contam sobre os Animais Marinhos (Nemo, explorando quais os animais e outras vidas marinhas que eles reconhecem);

– Assistir a algumas partes de um documentário onde mostrem as tartarugas desovando e voltando para o mar.

– Criar um peixe de aquário;

– Fazer uma exposição com Animais Marinhos de pelúcia que as crianças tenham em casa relacionado ao tema do projeto.

– Levar o mascote para casa na Sexta-Feira e trazer na Segunda, com o registro feito pelos pais.

 

Artes:

– Confeccionar uma maquete dos Animais Marinhos, onde as crianças farão os bichos com materiais de sucata;

– Construir um painel do Fundo do Mar;

– Dobradura de peixe.

– Confeccionar tartarugas com garrafa de refrigerante.

– Pintar os bichos com diferentes tipos de materiais;

– Fazer registro do bicho que mais gostou;

– Colar figuras dos animais do fundo do mar;

– Reprodução de uma obra de arte do Paul klee, Peixe Dourado:

– Reprodução de uma obra de Romero Brito:

Músicas:

-Peixe Vivo / Se eu fosse um peixinho.

-Caranguejo não é peixe.

-Ted o polvo.

-Música do som do mar- Expressão Corporal.

Culinária:

-Patê de Atum;

-Pão de Tartaruga.

 

JOGO DA MEMÓRIA DOS ANIMAIS DO FUNDO DO MAR

JOGO DA MEMÓRIA DOS ANIMAIS DO FUNDO DO MAR

Poesia O Mar

Poesia O Mar

Painel: O Fundo do Mar (Confeccionado pelas crianças e as professoras)

Painel: O Fundo do Mar (Confeccionado pelas crianças e as professoras)O Fundo do Mar (Cada criança do G3 é representada por um peixe)

  
 
G3 Manhã- Quais animais moram no fundo do mar?

G3 Manhã- Quais animais moram no fundo do mar?

O Fundo do Mar
O Fundo do Mar
G3 Tarde- As crianças escolheram os animais marinhos que gostariam de ser

G3 Tarde- As crianças escolheram os animais marinhos que gostariam de ser

PROJETO DINOSSAUROS

Turmas: G4 A e B

Professoras: Fabiana Nori e Amanda Lima

1-OBJETIVO GERAL DO PROJETO:

Possibilitar através de pesquisas e atividades lúdicas a aquisição de novos conhecimentos referentes ao tema. Estimulando a participação da família em um trabalho integrado com a escola. Buscaremos também explorar a extinção e a necessidade da preservação das espécies existentes.

2- OBJETIVOS ESPECIFICOS:

– compreender o que é extinção

– diferenciar animais carnívoros e herbívoros

– compreender o modo de sobrevivência dos dinossauros

– aproximar as crianças à natureza

– conhecer as diferentes espécies de dinossauros

– despertar a observação, o raciocínio e a curiosidade na criança.

3- JUSTIFICATIVA:

O tema do projeto desperta o interesse natural das crianças desta faixa etária que, em geral, contam com várias informações relativas a ele. O trabalho desenvolvido facilitará a correlação entre os animais com seu ambiente que serão aprofundadas e ampliadas em vários estudos e trabalhos relacionados ao tema. E com isso terão a oportunidade de conhecer esses animais que viveram no nosso planeta a milhões de anos atrás.

3- ÁREAS DE CONHECIMENTO:

– Linguagem

– Raciocínio lógico-matemático

– Artes

– Ciências

– Natureza e Sociedade

4- AÇÕES E ATIVIDADES:

Pesquisa da história dos animais de interesse do grupo
– Coleta de dados por meio de pesquisas e observações
– Uso de diferentes fontes de informação
– Classificação dos animais
– Atividades lúdicas
– Atividades matemáticas
– Montagem de jogos, tabelas e gráficos

– Elaboração de cartazes, painéis

– Registros do assunto de diferentes maneiras

– Leituras diárias e hora do conto para o grupo mostrando gravuras e bonecos de dinossauros

– Visita a algum Museu (USP ou PUC)

5 – CONTEÚDOS RELACIONADOS AO PROJETO:

·       Linguagem oral e escrita

O nome
Conversas, diálogos, expressão de sentimentos, imitações, rimas
Observação e manuseio de livros

Listagem

Confecção de cartazes
Histórias
Situações do cotidiano que envolva leitura e escrita;

· Matemática

Quantidades
Cores
Texturas
Espessuras
Tamanho
Conjuntos
Numerais associados à quantidade

Cores

  • Ciências Naturais e Saúde

Moradia (habitat)
Alimentação
Partes do corpo

  • Artes e Psicomotricidade:

Jogos diversos
Quebra – cabeça
Atividades matemáticas
Seqüência de figuras
Desenhos dirigidos e espontâneos
Recorte e colagem
Dobraduras (origami)
Máscaras, fantoches e dedoches
Móbiles
Músicas
Poesias
Pinturas
Leituras diversas
Passeios relacionados ao tema
Escrita espontânea
Mímicas
Fábulas, contos, histórias

Brincadeiras de imitação

6- PRODUTO FINAL DO PROJETO:

Além de um portifólio com os registros que serão feitos durante todo o projeto, também faremos uma pequena exposição na mostra de artes que será no segundo semestre deste ano.

7- ETAPAS:

1-Sondagem dos conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema Dinossauros onde serão feitos os registros com a montagem de três quadros:

– O QUE SABEMOS

– O QUE QUEREMOS SABER

– O QUE DESCOBRIMOS

– EXTINÇÃO

– CHUVA DE METEÓRO

2-Tarefa para pais e alunos. Cada aluno irá levar um dinossauro de brinquedo e juntamente com seus familiares eles terão que pesquisar o nome e as características deste animal. Deverão fazer um registro coletivo (pais e filhos).

3-Diante das informações trazidas pelos alunos faremos uma votação para escolhermos quais as espécies iremos trabalhar. A partir daí realizaremos também uma pesquisa direcionada sobre o tema com as seguintes questões:

– COMO E ONDE VIVIAM OS DINOSSAUROS?

– COMO NASCIAM OS DINOSSAUROS?

– PORQUE ELES SUMIRAM?

4-Confecção de uma maquete do habitat onde eles viviam. Construiremos árvores, vulcão, rio, montanhas, etc. Este trabalho será feito em conjunto entre as duas salas do G4 (professoras Amanda e Fabiana).

5-Como sabemos que os dinossauros existiram se eles foram extintos e ninguém nunca os viu? Explicação sobre os paleontólogos e os fosseis.  Iremos explicar o que é um paleontólogo, falar sobre o seu trabalho e como descobriram os dinossauros. Depois realizaremos uma experiência fazendo um fóssil com planta, para poder explicar melhor o trabalho do paleontólogo. Usaremos massa de modelar, folha de planta, uma tira de cartolina e fita adesiva, tigela, colher, água e gesso.

6- Pesquisa sobre a cadeia alimentar.

7- Faremos uma atividade de classificação dos animais (herbívoros e carnívoros). Construção de um cartaz para os alunos classificarem os animais.

8- Faremos uma atividade de classificação dos animais (bípedes e quadrúpedes). Com isso  desenvolveremos o raciocínio lógico matemático na questão das quantidades, no caso as patas dos animais. Também poderemos classificá-los comparando suas medidas.

9- Confecção do mascote da sala. Os alunos irão pintar com tinta o tecido que será feito o dinossauro e irão colocar bolas de papel ou enchimento de almofadas para depois podermos costurá-lo. Após a confecção deste, cada aluno irá levar o mascote para casa e terá uma semana para conviver com ele, tendo que trazer para a escola o registro com fotos, desenhos e textos sobre a convivência.

10- Confecção do dinossauro preferido de cada aluno utilizando argila. Depois de pronto eles serão expostos na escola.

11- Confecção de um dinossauro utilizando diversos tipos de sucata tais como: garrafas pet, embalagens de Danone, caixas de creme dental, caixas de sabonete, etc.

12- Visita a um museu para os alunos fazerem observações e pesquisas sobre o nosso tema do projeto. SUGESTÕES: Museu da PUC e Museu da USP.

Jogo da memória dos dinossauros

Jogo da memória dos dinossauros

Quebra cabeça com dinossauros - Cada criança pintou o seu próprio dinossauro!

Quebra cabeça com dinossauros

Trilha dos Dinossauros

Trilha dos Dinossauros

Quebra cabeça
Quebra cabeça

%d blogueiros gostam disto: